quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Um pouco de educação é pedir muito?

Atendedores , principalmente da função publica e "afins" (que é o nosso caso) têm sempre fama de serem mal educados, mal dispostos, arrogantes, com a mania que mandam e exigem o que não é preciso só para chatear o utente e mostrar que podem etc., etc., etc.. Isto é o que costumo ouvir  falar dos outros e como diz o ditado,: "nas costas dos outros vê as tuas"
Mas o certo é que quem quem fala dos atendedores, não sabe quem realmente é mal educado com quem. Pois é muito mais comum um cliente ser mal educado com o atendedor que ao contrario.
Nunca ouvi atendedor nenhum dizer ao cliente (quando a conversa não lhe é do seu agrado):

Quer que o mande ou vai sozinho,
Vá para o C....,
Vá para a p.. que o pariu,
Você  e a sua família deviam de ser todos enforcados,
Vá à mer...,
Feche a boca para não falar tanta mer....;
Necessitava de uns sapatinhos de cimento e deitá-lo ao rio.
Não me fazes isto mas se eu fosse um homem abrias logo as pernas,

Isto são só alguns dos muitos exemplos de insultos que ouvi dirigidos a mim ou a outros colegas.
Em 35 anos se serviço nunca ouvi nem pouco mais ou menos um atendedor dizer o que já ouvi centenas de vezes clientes dizerem aos atendedores.
E isto para não falar das agressões.
Já vi clientes a mandar com uma lista telefónica à cabeça duma colega por ela não saber um numero de telefone que ele queria,
Saltar pelo balcão a dentro para bater num colega por este não lhe poder dar uma carta dirigida à esposa, Puxar pela gravata e dar um murro pela mesma razão (mas outro cliente)
Passar nos respectivos carros e vandalizá-los
Cuspir para cima
Sem contar a vezes que levamos com uma caneta ou qualquer outro objecto que esteja à mão.

Ultimamente não sei se as pessoas andam mais com os nervos à flor da pele, começa a repetir-se com mais frequência
Claro que depois tem as mais leves que como já referi anteriormente, agora está na moda o "ainda bem que vão ser todos despedidos"




2 comentários:

  1. Estando ou não com os nervos à flor da pele, NADA justifica esse tipo de comportamento.
    Claro que também já assiti muitas vezes a maus atendimentos, mas nunca a esse ponto.
    Como cliente, tenho a melhor impressão possível dos funcionários das estações dos CTT que conheço. Vi-os muitas e muitas vezes a ter certos cuidados com os clientes mais antigos e pessoas idosas, cuidados esses que não fazem parte da sua descrição de funções.

    Votos de dias melhores!

    ResponderEliminar
  2. Concordo consigo, como já algumas vezes referi, assim como há bons e simpáticos clientes, há o contrário também. Isso também se aplica aos atendedores.
    Mas como gosto de referir, o intuito do meu blog é mostra às pessoas em geral que não são sempre os atendedores que que são os maus da fita, e muitas das vezes, os atendedores são antipáticos porque alguém anteriormente os pôs assim, e nós somos humanos e temos sentimentos e reacções como todos. Só que infelizmente quem vai apanhar com esse atendedor é quem nem tem nada a ver com o assunto.
    Já me aconteceu eu estar de mau humor e até ser um pouco inconveniente (reconheço) mas a simpatia e amabilidade do cliente que tenho à frente faz-me esquecer e fico outra vez bem disposta
    Quando entrei para esta profissão foi-nos dado uma formação de como se deve atender, e entre as várias coisas que nos demonstraram vinha um exemplo de um cliente mal disposto mas que com a amabilidade do atendedor ficou bem disposto. Ora, o inverso é reciproco. Eu quando sou cliente tento o mais possivel ser gentil mesmo quando o atendedor não o é, pois sei que ele "é obrigado a a estar ali" e eu não. Posso ir dar um giro, aliviar voltar com melhor cara.

    ResponderEliminar